A cárie nos “dentes de leite” é desenvolvida por uma série de situações que, juntas, são chamadas de síndrome da mamadeira.

A cárie na primeira infância tem origem na síndrome da mamadeiraque segundo a odontopediatra Estefanía Limón de la Cruz, provoca um processo destrutivo dos “dentes de leite” durante o período de lactação.

A síndrome da mamadeira ocorre quando os seguintes fatores se combinam:

-Dê fórmula ao pequeno em vez de leite materno.
-Ofereça a mamadeira de líquidos açucarados como: fórmula láctea (à qual alguns pais adicionam açúcar), sucos industrializados, refrigerantes e infusões e chás.
-Deixe o menor adormecer com o biberão, para que não acorde, durante toda a noite.
Falta ou má limpeza das gengivas e dentes do bebê, principalmente após cada mamada.
-Não o leve ao dentista infantil (odontopediatra) a cada seis meses para uma revisão.

“A síndrome da mamadeira é uma situação médica importante, pois afeta não só a estética dental da criança, mas também o desenvolvimento dos dentes permanentes, além disso, gera dor, problemas de alimentação e até desnutrição”, especifica o entrevistado.

Recomendamos que você leia: O tipo de mamadeira que um bebê deve usar

5 fatos importantes sobre a síndrome da mamadeira

Este tipo de síndrome pode ser diagnosticada desde o primeiro ano de vida até
cinco anos e é comum em homens e mulheres. Por isso, compartilhamos 5 dados importantes:

1.UM PONTO BRANCO

É o primeiro sintoma da síndrome da mamadeira que aparece em um ou mais dentes e que os pais relacionam com a descalcificação, quando é uma cárie.
FACTO: A destruição dos dentes nem sempre é vista como marrom ou preta, mas começa com manchas brancas.

2. MAIOR FIXAÇÃO AO GARRAFA

Durante a pandemia, a síndrome da mamadeira aumentou, devido ao fato de várias famílias sofrerem com o estresse e a mamadeira é uma forma de reduzi-lo no caso dos bebês. Além disso, manteve-se uma maior proximidade entre pais e filhos, uma vez que as crianças não frequentavam a escola há vários meses.
FACTO: Algumas crianças buscaram maior apego à mamadeira nos momentos de maior estresse familiar devido à pandemia.

3. MOTOR IMATURA

Nunca deixe a responsabilidade da higiene bucal para menores. Desde meninos e meninas são imaturos para usar a escova de dentes corretamente. É por isso que os pais ou responsáveis ​​são solicitados a limpar a boca após cada refeição. FACTO: A partir dos 7 ou 8 anos a criança já consegue escovar os dentes sozinha.

4. MAMA MATERNA, A CHAVE

As crianças que são amamentadas são menos propensas a desenvolver cárie na primeira infância, pois o leite materno contém apenas açúcares naturais e não industrializados. FACTO: Recomenda-se extrair o leite materno e oferecê-lo em mamadeira, se necessário.

5. DENTES DE LEITE SÃO ESSENCIAIS

Os dentes de leite são muito importantes porque orientam o caminho para os permanentes, se faltar um dos dentes de leite haverá lacunas e deslocamentos negativos que afetarão as peças permanentes.
FACTO: Você tem que cuidar dos dentes de leite tanto quanto os permanentes, não porque eles vão cair, você tem que deixá-los cariados.

“Quando um pai ou mãe de família detecta que seu filho está com mancha branca, mau cheiro na boca ou qualquer outro problema bucal, ele tem que levar ao dentista porque muitos acham que vão levar bronca, mas aqui o mais importante é ajudar a criança porque um dente de leite dói igual a uma cárie permanente”, especifica a especialista Estefanía Limón de la Cruz, que recomenda levar seu bebê a uma consulta odontológica a cada seis meses.

Continue lendo: VIRAL: Mãe é criticada por dar mamadeira ao bebê no ouvido

Rotinas que uma criança deve aprender de acordo com sua idade