São muitos os autores que nos deixaram um grande número de histórias, lendas e poemas com as suas reflexões sobre o Natal. De fato, em cada um deles podemos encontrar grandes mensagens para transmitir aos nossos filhos: o valor da família, origem de muitas tradições natalinas e o valor da humildade, entre muitos outros. Para que possa passar momentos de qualidade com os mais pequenos neste Natal, incentivar a leitura e, sobretudo, tornar relevantes alguns valores, deixamos-lhe 7 pequenos poemas de diferentes autores.

7 poemas curtos de Natal

São muitos os poemas, contos, histórias e lendas relacionados com o Natal e cada um deles transporta-nos para o mágico mundo natalício, do qual muito podemos aprender. Introduzir a leitura desses fragmentos em nossa rotina natalina nos permitirá passar um tempo de qualidade com nossos filhos, ao mesmo tempo em que nos oferece a oportunidade de perguntar a eles refletir sobre o que é importante na vida e o que é meramente superficial. Para facilitar o seu trabalho, selecionamos 7 poemas para você curtir em família.

1. Radiância do ser (Rosario Castellanos)

brilho de ser
Para o culto não trouxe ouro.
(Aqui mostro minhas mãos despojadas)

Para o culto não trouxe mirra.
(Quem carregaria tanta ciência amarga?)

Para a adoração eu trouxe um grão de incenso:
Meu coração arde de louvor.

“Brilho do ser” é um poema de Rosario Castellanos, que reflete sobre a verdadeiro significado do natal: carinho e amor são os melhores presentes que alguém pode nos dar, assim como o tempo que compartilham conosco. Este poema é perfeito para ler com as crianças antes do Natal, para que possamos fazê-las refletir sobre esses valores antes de começarem a abrir os presentes.

2. Momento de Natal (George Pellicer)

Meu natal não precisa de árvore nem de frio,
apenas o calor dos meus entes queridos,
a quem estimo o ano todo,
mas eu aproveito um momento e eles preenchem meu vazio.

É verdade que, no Natal, podemos nos reunir com parentes que não vemos com frequência. São muitos os poemas e histórias que nos falam deste momento especial com aqueles que tanto amamos, mas com quem não podemos partilhar a nossa vida quotidiana. Porém, não podemos esquecer aqueles que estão ao nosso lado dia após dia. Por isso, neste poema, George Pellicer nos convida a ter em mente tudo o que nossos familiares e amigos fazem por nós ao longo do ano. O Natal é uma época muito especial, mas nem por isso devemos nos esquecer daquelas pessoas que tornam nossa vida especial no dia a dia.

3. Dizem que há uma criança (Gloria Fuertes)

Há uma criança que eles dizem que chora musica
Vamos todos nos ver com aleluia!


Há uma criança nascida.
Que brilhos!
Vamos todos nos ver para que eu não chore!


Há um Menino com asas na manjedoura…!
vamos devagar para que não voe.

Um pequeno poema de Gloria Fuentes em que ela fala sobre o milagre que significou a chegada do Menino Jesus. Este poema nos convida a refletir sobre todos os valores que Jesus Cristo nos ensinou. É perfeito para recitar diante da manjedoura ou quando estamos relaxados em família. Da mesma forma, podemos enfatizar a humildade dessa criança, bem como a alegria que ela trouxe. Podemos até falar-lhes de amizade e empatia se destacarmos o trabalho dos pastores na hora de lhe trazer lã ou madeira para o deixar confortável e quentinho: o pouco que tinham era dedicado a uma família que precisava mais do que eles .


4. Jesus, o doce, está chegando (Juan Ramón Jiménez)

Jesus, o doce, está chegando…
As noites cheiram a alecrim…
Oh como é puro
a lua na trilha!

palácios, catedrais,
eles tendem a luz de seus cristais
sem dormir na sombra dura e fria…
Mas a melodia celestial soa lá fora…

primavera celestial
que a neve, ao passar, amolece, desfaz,
e deixar para trás a calma eterna…
Senhor do céu, nascido
desta vez na minha alma!

Se você estava procurando um poema que refletisse o espírito natalino, este é um dos melhores. Não só nos fala da noite em que nasceu o Menino Jesus, como também se refere a todos os Natais que se celebraram desde então. Da mesma forma, este poema afeta a necessidade de olhar para dentro para ver como a bondade e a humildade que Jesus Cristo nos transmitiu crescem em nós nestes dias.

5. Virgem Morena (Luis Rosales)

De cabelos escuros pelo sol da alegria,
contemplados pela luz da promessa,
jardim onde o sangue voa e pesa;
imaculada, Virgem Maria!

Que fluxo lhe ensinou harmonia
do seu passo fácil, que surpresa
de fuga arrependida e neve ilesa,
juntar as mãos na madrugada fria?

Que vento perturba o momento e o move?

A aurora prometida canta sua alegria,
O mar, antigo e bom, acalma sua angústia.

A Virgem não ousa olhar para ele,
e o vôo de sua voz ajoelhada
cantai ao Senhor, que chora no feno.

O Menino Jesus costuma ser a figura central do Natal, junto com os ensinamentos que ele nos transmitiu. No entanto, autores como Luis Rosales nos deixam poemas muito bonitos sobre a Virgem Maria. então, é isso poema é perfeito para dedicar às mães e avós da família, porque são figuras maternais que sempre se preocuparão conosco; São pessoas que sempre vão sofrer por nós se algo der errado e vão se alegrar quando tudo der certo. Figuras cheias de amor que enchem nossas vidas de carinho, compreensão e muita dedicação.

6. O ano que envelheceu… (José García Velázquez)

com o tempo submerso
na correria diária,
o ano se foi
no antigo calendário.

Quando eu estava apenas começando
parecia interminável
E agora, depois dos sinos,
Prosseguimos para enterrá-lo!

está batendo na porta
o ano do recém-nascido
e preguiçosamente acordar
depois de completar os ritos:
com os sinos as uvas
e também os parabéns,
desejos de sorte,
as escavações e os mercedes.

com novos propósitos
nós pensamos em cuidar bem dele,
para que flua serenamente
e não corra como expresso.

Vamos ver se podemos
segurar bem as rédeas
e tirar nossas fantasias,
ódio e miséria.

Mas, se depois de doze meses
ele ainda quer sair,
pelo menos deixe-nos
mais paz e prosperidade.

Além da chegada do Menino Jesus, o Natal deixa-nos também a fim de ano cheio de lembranças enquanto nos oferece um novo começo. Este poema de José García Velázquez fala-nos precisamente deste momento: fala-nos da necessidade de recordar, agradecer e refletir sobre tudo o que vivemos durante este ano. Da mesma forma, convida-nos a olhar para o novo ano como um novo começo; um começo que nos traz Paz e prosperidade.

poema de natal

7. Os Três Reis Magos (Rubén Darío)

Eu sou o Gaspar. Aqui eu trago o incenso.
Venho dizer: A vida é pura e bela.
Deus existe. O amor é imenso.
Eu sei tudo pela Estrela divina!

Eu sou Melchor. Minha mirra perfuma tudo.
Deus existe. Ele é a luz do dia.
A flor branca tem os pés na lama.
E no prazer há melancolia!

Eu sou o Balthazar. eu trago o ouro Eu asseguro
que Deus existe. Ele é grande e forte.
Eu sei tudo pela estrela pura
que brilha no diadema da Morte.

– Gaspar, Melchor e Baltasar, calem-se.
O amor triunfa e sua festa o convida.
Cristo ressurge, ilumina o caos
e tem a coroa da Vida!

Como não! Um poema relacionado aos Três Reis Magos não poderia faltar em nossa lista. Nesta, escrita por Rubén Darío, os Reis assumem especial importância, assim como os diversos presentes oferecidos ao Menino Jesus. No poema, Darío explica o porquê dos três dons, que estão ligados a algumas qualidades de Deus: amor, bondade, imensidão e luz. Da mesma forma, este poema fala da humildade dos Reis diante do Menino Jesus, uma qualidade destacada em todas as passagens da Bíblia e uma daquelas que não podem faltar em nossos ensinamentos durante o período natalino.

Momentos especiais para recitar poemas curtos de Natal

Recitar poemas curtos de Natal com crianças é uma atividade divertida, além de educativa. Isso não apenas nos permite passar um tempo de qualidade com eles, mas também podemoseduque-os em valores tão importantes como humildade, empatia, amor pela família e sacrifício. Por isso, convidamos você a recitar esses poemas antes ou depois das refeições em família, na hora de colocar a árvore ou o presépio, ou mesmo antes de as crianças abrirem os presentes, lembrando que esses presentes são apenas presentes; que o valioso do Natal é perceber a fortuna que significa ter saúde, família e amigos.

As histórias, lendas e poemas são um ótimo recurso pedagógico com o qual podemos promover nas crianças valores muito variados, além de estimular sua criatividade e imaginação. Talvez, ao longo do ano, gostemos mais de ler histórias para as crianças. No entanto, o Natal é um período especial em que as canções e poemas natalinos se tornam relevantes; assim, muitos autores deixaram-nos versos incríveis, cheios de significado e todos orientados para o espírito natalício, sem descurar nenhuma das figuras que ano após ano representam este momento tão especial nas nossas vidas.