As histórias são aqueles pequenos fragmentos de palavras que, embora pareçam pouco, são capazes de levar as crianças a mundos imaginários: é o espaço em que elas visualizam seus próprios cenários, seus personagens e onde passam a compreender um grande número de valores.

Além disso, podemos dizer que são palavras que têm um grande poder: Estimulam a criatividade, a imaginação e a empatia. Sim! Uma das primeiras etapas do desenvolvimento da empatia é por meio dos livros: quando as crianças leem, com quem elas sentem empatia? Exato! Com os personagens: eles acabam sendo seus amigos e seus melhores professores. Portanto, não é difícil ver que os pequenos têm um livro favorito que nos pedem para ler várias vezes, soa um sino?

Pois bem, para que tenhas um repertório de histórias, e aproveitando a ilusão que as crianças sentem no Natal, queremos contar-te a história de Rodolfo, a rena do nariz vermelho. Além disso, propomos algumas pequenas atividades que você pode fazer com as crianças.

Rudolph, a rena do nariz vermelho do Papai Noel

Era uma vez, num lugar bem próximo ao Pólo Norte, uma rena muito especial: Rudolph, a rena do nariz vermelho. Ele era uma rena muito feliz que vivia muito feliz com seus pais. No entanto, chegou o dia em que Rudolph começou a escola. Aquele foi o pior dia de sua vida, pobre Rudolph: todas as renas riam dele por causa da cor de seu nariz.

Rudolph, no final do dia, foi para casa e, muito deprimido e envergonhado, contou aos pais o ocorrido na escola. Além disso, ele contou a eles sobre sua decisão de deixar a cidade onde morava para encontrar um lugar mais adequado para si. Com muita dor, os pais de Rudolph aceitaram sua decisão. Então Rudolph começou a andar e andar, sem direção.

A noite em que Rudolph decidiu deixar sua cidade era véspera de Natal e Papai Noel já tinha os presentes, o trenó e as renas prontos para começar a distribuir os presentes de Natal. Mas, algo muito estranho aconteceu: uma névoa muito densa se levantou e as renas não conseguiam ver nada. Como eles iriam chegar à casa das crianças? Como iam ver as chaminés para entrar nas casas? Papai Noel não sabia o que fazer até que… Rudolph apareceu do nada! Era a solução para os problemas do Papai Noel.

Quando Papai Noel viu Rudolph, ele logo notou seu nariz vermelho brilhante, perfeito para iluminar o céu. Ele não pensou duas vezes e perguntou se gostaria de conduzir as renas para que pudessem ver o caminho que deveriam seguir. Rudolph aceitou, sem mais delongas, muito feliz e muito emocionado. E foi assim que o Papai Noel conseguiu dar a volta ao mundo e trazer todos os presentes que havia preparado para as crianças.

Atividades de leitura ou compreensão auditiva

Dependendo se você ou as crianças leram a história, ou se você a explicou como uma história sem suporte visual, deixamos algumas pequenas perguntas com as quais você pode ver se seu filho entendeu a história de Rudolph e seus valores.

  1. Por que Rudolph era diferente dos outros?
    Porque ele tinha um nariz vermelho brilhante.
  2. Como Rudolph estava se sentindo?
    ruim, deprimido
  3. O que aconteceu na véspera de Natal que preocupou muito o Papai Noel?
    Uma névoa terrível surgiu e eles não podiam ver nada.
  4. Como o Papai Noel resolveu o problema?
    Ele pediu a Rudolph que puxasse o trenó para iluminar a estrada e as casas.
  5. O que teria acontecido se Papai Noel não tivesse encontrado Rudolph?
    Que as crianças não receberam seus presentes.
  6. Como Rudolph acabou?
    Sendo uma rena amada, respeitada e admirada por todos os seus companheiros.

Rudolph, a rena do nariz vermelho

Valores a destacar da história de Rudolph, a rena do nariz vermelho

Além de fazer a atividade de compreensão que propomos, você pode tirar mais proveito desta história fazendo as crianças refletirem sobre diferentes valores:

empatia e compaixão

Empatia e compaixão andam de mãos dadas e constroem filhos mais fortes e corretos. Fomentar esses valores possibilita que as crianças estabeleçam relacionamentos muito mais saudáveis, ao mesmo tempo em que tendem a se ajudar muito mais. Eles se desenvolvem antes do senso de responsabilidade e justiça, ser capaz de diferenciar entre o que é certo e o que é errado.

Amizade

Tenha bons amigos para saber escolher amigos. Na história de Rudolph, aprendemos que bons amigos são aqueles que nos aceitam como somos e que nosso valor não deve depender de ninguém. aceitação de si mesmo É mais um dos valores que podemos destacar nesta história.

Trabalho em equipe

Como o Papai Noel conseguiu entregar todos os presentes? Com a ajuda de Rudolph, certo. Mas Rudolph sozinho não teria forças para puxar o trenó nem sabia para onde ir. Se a “missão” foi um sucesso, é porque houve trabalho em equipe. E, com isso, devemos fazer com que as crianças vejam que todos temos algo a contribuir. É só saber ver pontos fortes e virtudes dos outros em vez de suas fraquezas.

Confiança e auto estima

Rudolph ficou muito deprimido ao ver que não se encaixava com as outras renas e decidiu deixar tudo para trás. Mas então ele percebeu que poderia ser importante: era para as pessoas certas. Por isso, é importante enfatizar aos pequenos que não devem ter complexos e que devem se amar e confiar em si mesmos. Se tiverem boa auto-estima, saberão ouvir e compartilhar, as pessoas certas aparecerão em suas vidas.

A história de Rudolph, apesar de curta, está repleta dos valores e lições mais importantes. Valores que devem ser trabalhados nas crianças para que desenvolvam sua responsabilidade afetiva, autoestima e possam criar um forte autoconceito de si mesmas.