Não é um mito, a ciência explica o que determina que as meninas amadureçam antes dos meninos e como estimular seu cérebro.

Ao longo da história, percebemos que as meninas fazem certas coisas, antes dos filhos, mas o que a ciência diz é é verdade que isso está relacionado à inteligência por gênero? Uma investigação assegura que as meninas amadurecem antes dos meninos e estes são os motivos …

Por que se diz que as meninas amadurecem mais cedo?

Sem dúvida, para assegurar isso, é para falar de um assunto polêmico e discutível, embora honestamente quem nunca ouviu isso em casa ou em reuniões familiares? É fato que a partir dos 10 anos o comportamento das meninas começa a ser percebido mais avançado, principalmente no nível emocional.

Porém, deixando de lado os estereótipos de gênero, falando no nível do cérebro, a OMS explica que e entre os 10 e os 19 (adolescência) ocorre uma mudança neurológica importante e contínua mas é a mesma em ambas?

Investigação, «A maturidade dos adolescentes e do cérebro«, Onde está mencionou que as meninas amadurecem mais cedo, explica que, ao nascer, tanto homens quanto mulheres possuem as mesmas fibras cerebrais, o que nos ajuda a aprender e desenvolver; no entanto, em um estudo com 121 pessoas, entre 4 e 40 anos, eles descobriram que aquelas fibras que ligavam regiões remotas do cérebro tendiam a permanecer estáveis, enquanto outras conexões mais curtas eram eliminadas.

O que significa que quando o o número de fibras é simplificado, elas transmitem informações mais focalizadas para a região do cérebro que precisam ser direcionadas, um processo de reorganização que ocorre mais cedo nas mulheres do que nos homens. Embora seja digno de nota que a pesquisa indique que o gênero não importa tanto, conexões no cérebro que não são constantemente usadas tendem a encolher e evaporar, enquanto as redes neurais freqüentemente usadas alimentam e sobrevivem

Para reforçar a ideia de que as meninas amadurecem mais cedo, o cientista Sol Lim, explicou que o processo denominado poda seletiva, que ocorre mais cedo no cérebro feminino, preserva as propriedades centrais da rede cerebral que são cruciais para o processamento de informações e o desenvolvimento cognitivo. Além do fato de que as conexões nos dois hemisférios tendem a ser maiores no cérebro feminino, o que permite que seu cérebro se reorganize com eficiência e tenha um estado maduro para compreender seu ambiente.

Artigo original: elpais.com [19659010]