Que tire la primera piedra el padre o madre que no ha que tenido que acompañar a su hijo hasta que se duerma o acudir en mitad de la noche a arroparlo por su miedo a la oscuridad oa que pueda haber monstruos escondidos debajo de la cama o en o armario. É um dos medos mais comuns da infância, mas não menos importante por isso, já que pode se tornar o prelúdio de medos mais estruturados à medida que as crianças crescem e se tornam mais independentes e têm que lidar com exames, aquela criança que tenta intimidá-las na escola ou a incerteza de não ser boa o suficiente.

Diante dessa situação, a maioria dos pais gostaria de proteger seus filhos de todos esses perigos. Há mesmo aqueles que vão um passo além e estariam dispostos a enfrentar essas ameaças se pudessem evitar que seus filhos sofressem. Porém, proteger as crianças em todos os momentos e impedi-las de enfrentar seus próprios medos não é apenas uma ideia utópica, mas também contraproducente pois provavelmente acabarão como adultos inseguros e indecisos, que não confiam em suas habilidades e têm medo de correr riscos na vida.

Por isso, O melhor presente que os pais podem dar aos filhos é prepará-los para a vida. e dê a eles as ferramentas para enfrentar sozinho os monstros que espreitam debaixo da cama ou no armário enquanto se preparam para lidar com os erros, riscos e perigos que os aguardam lá fora. E para isso, nada melhor do que oferecer-lhes amor, o amor de que precisam para se manterem a salvo do medo e se atreverem a enfrentar a vida com coragem e bravura.

Amor e mais amor para afastar os medos

A maioria dos pais sabe que o amor incondicional é essencial para a felicidade e o equilíbrio emocional de seus filhos. No entanto, o que muitos não sabem é que o amor que transmitem às crianças também ajuda a afastar seus medos e os prepara para enfrentar riscos que os esperam na vida. Isso ocorre porque as crianças que crescem em um ambiente amoroso e se sentem amadas e protegidas por seus pais desenvolvem um apego seguro, a base para combater seus medos, ter uma autoestima adequada e ser mais aberta, sensível e resiliente.

De fato, um estudo realizado na Universidade de Washington descobriu que o amor paterno não é importante apenas para que as crianças sejam felizes, mas também para estimular seu desenvolvimento cognitivo, sua compreensão emocional e suas habilidades sociais, ferramentas essenciais para enfrentar os desafios impostos pela sociedade . vida à medida que crescem. Desta maneira, Quanto mais abraços, beijos e sorrisos os pais derem aos filhos, mais preparados estarão para lidar com seus medos. e ouse sair da sua zona de conforto.

Como criar uma atmosfera de amor, segurança e confiança em casa?

Amar as crianças é fácil, mas saber transmitir esse amor a elas para que se sintam amadas não é tão simples. Não basta abraçá-los e beijá-los continuamente, também é importante criar um ambiente de amor, confiança e segurança em casa fazê-los sentir-se seguros e aceitos. Aqui estão algumas chaves que podem ajudar os pais a alcançá-lo.

1. Crie um ambiente onde eles se sintam apoiados

Uma casa é muito mais do que paredes e um teto para se abrigar, é um lugar onde as crianças podem se sentir, onde se sentem seguras, aceitas e compreendidas. Uma maneira simples de transmitir aos seus filhos o quanto você os ama é criar um espaço onde eles se sintam protegidos, um lugar que pode se tornar seu refúgio, onde possam expressar livremente seus medos e preocupações e onde possam sempre encontrar aquele ombro amigo para se apoiar quando as coisas não estiverem indo bem.

2. Sempre fale com eles com amor

As palavras têm um poder maior do que imaginamos. Há palavras capazes de ferir e causar mais danos do que castigos físicos. Por isso, é importante que você esteja sempre atento à linguagem que usa com seus filhos. Evite usar palavras ou frases que possam prejudicar sua autoestima ou autoestima como por exemplo “Eu não te amo porque você se comportou mal” qualquer “Eu não vou te beijar até você pegar seu quarto”. Isso não significa que vale tudo, mas quando se trata de repreender crianças, certifique-se de se concentrar no comportamento e não na pessoa. você pode dizer a eles “Você sabe que eu te amo muito e isso não vai mudar, mas o que você fez não está certo”.

3. Passe tempo de qualidade com eles

Às vezes, os pais ficam tão focados em comprar para seus filhos tudo o que querem que esquecem que o mais importante não são os presentes materiais, mas o tempo que passam com eles. Definitivamente, o tempo é o nosso bem mais valioso e é o melhor presente que você pode dar aos seus filhos. Como? Passar mais tempo de qualidade com eles, longe da tecnologia e sem interrupções, para desfrutar plenamente da companhia um do outro e criar laços fortes que ninguém e nada poderá romper no futuro. Esses momentos podem se tornar um refúgio que mais tarde serve para as crianças se abrigarem de problemas.

4. Junte-se a eles enquanto eles jogam

Brincar é uma das atividades mais importantes na vida das crianças. É por meio de atividades lúdicas que eles começam a descobrir o mundo, desenvolvem suas principais habilidades e se relacionam com os outros. Portanto, se você realmente deseja transmitir aos seus filhos o quanto os ama, não deixe esse momento especial nas mãos de brinquedos ou tecnologia, Aproveite cada minuto livre que você tem para jogar com eles. Através do jogo, você não apenas criará um vínculo emocional mais profundo, mas também poderá ensinar a ele novas maneiras de pensar, se comportar ou sentir enquanto se diverte.

5. Fique emocionalmente disponível

Amar as crianças vai além dos beijos e abraços ou do tempo que passamos juntos, também implica estar lá para eles quando eles mais precisam de você. As crianças precisam saber que quando estão tristes, com medo ou algo ruim aconteceu com elas, elas podem recorrer a você para falar sobre isso e que encontrarão um ombro amigo para apoiá-las. Dessa forma, você não apenas estará criando um vínculo emocional mais forte, mas estará preparando-os para que, mais tarde, quando crescerem, possam enfrentar a vida por conta própria com as ferramentas que você lhes deu.