Os avós desempenham um papel fundamental na educação dos netos, especialmente se sofrem de autismo. Na verdade, estima-se que os avós detectem um em cada três casos de autismo em crianças e que 34% deles cuide de seus netos com esse distúrbio pelo menos uma vez por semana, de acordo com dados de Autism Network . Além disso, verificou-se que 72% dos avós de crianças com autismo são parte da decisão de tratamento da criança, enquanto participam ativamente de sua educação.

No entanto, ajudando uma criança com O autismo não é uma tarefa fácil, especialmente para os avós. É necessário estar adequadamente informado sobre o transtorno e ter algumas ferramentas para abordar a criança, transmitir segurança e ganhar sua confiança.

5 ferramentas para ajudar seu neto com autismo

1. Conheça seu neto

Pode parecer um truísmo, mas o fato é que nem todos os avós conhecem bem seus netos, e essa é uma das chaves para ajudá-lo a superar as barreiras impostas pelo autismo. Aprender a reconhecer suas reações e identificar seu humor, assim como saber o que o incomoda e o que você gosta não apenas o aproximará de seu neto e melhorará seu relacionamento com ele, mas também o ajudará a entender seu mundo interior. e assim você pode fornecer a ajuda que você realmente precisa. Além disso, é um recurso que você pode usar para participar da escolha do tratamento.

Envolva-se em suas atividades favoritas

Uma maneira rápida e eficaz de ganhar a confiança e o carinho de uma criança com autismo é envolver-se nas atividades que você gosta e nas quais você demonstra interesse. Por exemplo, se a criança estiver interessada em dinossauros, você pode participar de um documentário sobre esses animais, comprar um livro sobre o assunto para lê-lo juntos ou dar um dinossauro com o qual você possa brincar. No entanto, tenta não forçar situações e deixa a própria criança decidir o que fazer e quando.

3. Respeite seu espaço

Todas as crianças, mas especialmente as crianças com autismo de natureza mais introvertida e reservada, precisam que os adultos respeitem seu espaço e permitam que tomem pequenas decisões de tempos em tempos. Isso não só faz com que eles adquiram autoconfiança e auto-estima, mas também é um excelente exercício para que aprendam a ser mais independentes. Então, se você quiser ganhar a confiança de seu neto, comece respeitando suas diferenças e espaço pessoal.

Ensiná-lo a desenvolver rotinas

As rotinas são muito importantes para uma criança com autismo porque o fazem se sentir mais confortável e seguro em seu ambiente, enquanto treinam suas habilidades em certos hábitos. Portanto, é essencial que você ajude seu neto a estabelecer rotinas diárias que o ajudem a ser cada vez mais independente e autônomo. No início você pode começar com rotinas simples, como pegar brinquedos quando terminar de jogar ou lavar as mãos antes de se sentar à mesa e depois passar para hábitos mais complexos, como se vestir sozinho

. Sempre fale com ele

Muitos avós ficam frustrados quando conversam com seu neto com autismo e ele não responde. Às vezes, eles jogam a toalha e param de falar com a criança, definindo as diretrizes para o que mais tarde se tornará um relacionamento frio e distante. Contudo, é importante que você tenha em mente que mesmo que seu neto com autismo não responda ou reaja quando você fala com ele, toda vez que você se dirige a ele, você fortalece seu relacionamento e o faz sentir parte da dinâmica familiar.