Sim, você tem todo o direito de reconstruir sua vida, mas quando há crianças envolvidas, as coisas podem ficar um pouco complicadas.

Você é um pai solteiro, viúvo, esquecido, abandonado, separado ou divorciado, tanto faz. Digamos que você está pronto para tentar novamente como um casal, e quando isso acontece surge a pergunta obrigatória: o que eu faço com meus filhos? Eu os apresento ou não? Eu digo a eles que estou namorando alguém? Presente? , e um longo etc. Prepare-se, você vai precisar de muita paciência, amor e compreensão para com eles e para você.

Como apresentar seu novo parceiro? vamos por etapas

Por que não apresentá-los ao seu novo parceiro?

Não há garantias quando estamos com alguém, mas se você não tem certeza do que quer com essa pessoa, evite o contato com seus filhos. Se as coisas forem sérias, chegou a hora de planejar um encontro entre eles.

Quando?

Reserve algum tempo após o rompimento com sua mãe antes de trazer para casa um novo parceiro. Seja paciente, ouça-os e tente não impô-los a ninguém novo.

Como?

Esqueça os “encontros casuais”. Fale sobre ela para que se acostumem com a presença dela em sua vida e depois planeje o encontro. Tente fazê-lo em um ambiente descontraído fora de casa para evitar que eles se sintam invadidos em seu espaço.

O que você deve evitar ao apresentar seu novo parceiro

– Faça comparações: Isso é óbvio. Nem pense em fazer perguntas como “quem cozinha melhor, sua mãe ou Aracely (nova namorada)?”. Ou pior: “Não é verdade que Aracely é mais bonita?” Não faça disso uma competição, seu novo parceiro não vem como uma “nova mãe”, mas como um novo parceiro do pai.

– Fale mal do seu ex-parceiro: Pelo contrário, diga-lhes todas as coisas bonitas que ela tem, ela é sua mãe e sempre será; é importante dar a ela esse lugar para que seus filhos sintam que ela está sendo vista e respeitada por você. Só porque eles não deram certo como casal não significa que eles não deram certo como mãe.

– Cuide mais dela: Não há problema em perguntar a ele tudo o que eles querem, é normal eles ficarem curiosos para saber quem ele é, o que ele faz e o que ele gosta. Deixe-os criar seu próprio relacionamento com ela sem que você seja o intermediário.

Recomendamos que você leia: Como definir limites para parentes por afinidade?

tente fazer o seguinte

– Apoiá-los no processo: É muito comum que às vezes se sintam culpados porque gostam do seu novo parceiro e acreditam que estão traindo a mãe; esses sentimentos são normais, basta que eles saibam que você está lá e que ninguém substitui a mãe, que são lugares diferentes no coração dela.

– Dê-lhes o seu lugar: Se o seu novo parceiro também tem filhos, dê a cada um o seu lugar e evite comparações. Se você decidir morar junto, idealmente seus filhos e os filhos deles não precisam dividir um quarto; Isso vai lhe poupar muitos problemas.

– Eduque-os você mesmo: Vale a pena que seu novo parceiro estabeleça os limites que ele considera necessários, mas você terá que ser o responsável por marcá-los e as consequências pertinentes. Eles são seus filhos, não deles.

Toma conta:

– Se houver agressão de seus filhos em relação ao seu novo parceiro, Eles não precisam gostar de você, mas precisarão de consequências claras se insistirem em continuar se comportando dessa maneira.

Preste atenção a eles quando estiver com seu novo parceiro. Se você ignorá-los, piorará a situação; É melhor se dar um espaço para estar com ela sem seus filhos, outro onde todos morem juntos e outro em que possam ver que o deles não está sendo ameaçado ou invadido pelo seu novo parceiro.

Aprenda a separar o tempo que você passa como um casal do tempo que você passa com seus filhos. É importante que assim como você passa um tempo a sós com ela, você também busque um tempo de qualidade com ela, sem mais ninguém, só você e ela.

Continue lendo: Como falar sobre infidelidade com seus filhos?

Como evitar que seu filho esteja no meio de seu relacionamento?