Usar o lápis corretamente não é apenas uma questão de dedos e mão, mas também tem a ver com postura, coordenação olho-mão e até um bom tônus ​​muscular.

Dominar o lápis é um dos atos mais importantes da evolução humana e para algumas crianças é difícil usá-lo, traçar, escrever ou desenhar sem sair da linha. Por isso entrevistamos dois especialistas que no seu dia-a-dia ajudam as crianças a segurar bem um lápis.

você tem que jogar primeiro

Sandra Luz Saavedra Moreno, trabalha numa quinta infantil e todos os dias trabalha com os meninos e meninas para aumentar a sua motricidade fina, o que lhes permite coordenar mãos e dedos com o resto do corpo.

“Com as crianças do CENDI fazemos diariamente brincadeiras para amadurecer a motricidade fina, com isso, ajudamos o corpo a se preparar para pegar o lápis”, Saavedra Moreno especifica e indica que as atividades devem ser realizadas sentadas corretamente.

Entre os jogos que auxiliam a motricidade fina estão:

-Amassar plasticina ou bolinhos
– Rasgue jornais ou guardanapos
-Faça bolinhas de algodão
-Faça um colar amarrando a sopa de macarrão
-Torcer esponjas ou espremer bolas
-Aparar com tesoura de ponta chata
-Use tinta d’água para desenhar com a ponta dos dedos, entre outros jogos.

Por que a pega do lápis é importante?

Segundo Annie Bautista, formada em comunicação humana, especializada em desenvolvimento, “As habilidades motoras finas são importantes porque são essenciais para o desenvolvimento dos hábitos diários da criança: vestir, abotoar e fechar zíperes, amarrar cadarços, escovar os dentes e todas as tarefas realizadas com lápis e marcadores (escrever, desenhar, etc.). , rastrear, preencher páginas e assim por diante)”.

Sem a motricidade fina, a criança não terá a capacidade de realizar suas atividades diárias, nem funcionar adequadamente em seu ambiente e isso afetará sua autoestima e, claro, o aprendizado escolar.

“Na verdade, a pegada do lápis é produto de um desenvolvimento adequado. A tomada correta resulta em um estilo de escrita fluente e rápido que pode ser aprendido. O que vai se refletir na sala de aula já que o trabalho acadêmico é mais rápido e mais favorável”especifica Annie Bautista.

Crianças punidas por não segurar bem o lápis

“Em algumas escolas, as crianças são punidas porque não terminam as páginas e não as deixam ir para o recreio, ou porque sua caligrafia é muito feia, ou não se lembram do que é um círculo ou um quadrado. Mas na realidade é que eles não conseguem segurar bem o lápis e isso não tem nada a ver com inteligência ou preguiçaBatista lamentou.

Por esse motivo, especifica Saavedra Moreno, existem pré-requisitos que seu filho deve dominar para o aperto correto do lápis:

1. Bom tônus ​​muscular: Para fazer isso, seu filho deve brincar ao ar livre: pular, correr, escalar, escalar e outros.
dois. Controle da mobilidade voluntária: Seu filho terá que sentar, andar e pegar os objetos com as mãos sozinho.
3. Coordenação olho-mão: Algumas crianças não veem o que suas mãos estão fazendo e se distraem facilmente. Então, ajude-o a se concentrar e aprenda a encarar.

Leia também: Razões pelas quais uma criança deve escrever à mão mesmo em uma educação digital

5 dicas dos profissionais para ajudar seu filho a pegar um lápis

A partir dos quatro anos, em média, as crianças já têm que segurar o lápis com três dedos: seguram com o indicador e o polegar e o apoiam no terceiro dedo. Este aperto é chamado de “tripé”.

Siga estas dicas para ajudar o seu pequeno com a pega bem-sucedida:

1.Toque a ponta de cada dedo com a ponta do polegar.
2. Corte a massa ou massinha usando uma faca de massinha.
3. Faça rolos de massinha ou massa com as pontas dos dedos.
4.Brinque com prendedores de roupa (aperte-os com o polegar e o indicador).
5. Amarre peças/blocos em um palito ou canudo.

E se meu filho for canhoto?

Se seu filho for canhoto, ele não deve ter problemas para segurar o lápis, pois fará os mesmos movimentos que um destro. “A única coisa que precisa ser mudada é a posição do caderno ou da página, além de comprar tesouras para canhotos e outros materiais escolares”, diz Annie Bautista, formada em comunicação humana especializada em desenvolvimento.

Caso seu filho não consiga segurar bem o lápis, é necessário levá-lo a um especialista em terapia ocupacional ou de neurodesenvolvimento, onde eles lhe dão exercícios ou fazem uma evolução muito mais profunda.

Veja essas ideias para ensinar seu filho a escrever

Quais habilidades você precisa reforçar com seus filhos após o isolamento?