As crianças não vêm com um manual de instruções debaixo do braço, por isso a maioria dos pais aprende a criar os filhos na hora. Como você provavelmente sabe, nem sempre é fácil. No entanto, embora haja muitos obstáculos e dificuldades a enfrentar ao longo do caminho, a maioria dos pais reconhece que o principal problema com que eles têm de lidar ao criar seus filhos é a paciência. Perder a paciência com os filhos é uma situação bastante comum em muitas famílias.

Vivemos em uma sociedade que exige muito de nós. O trabalho, as tarefas domésticas e os compromissos sociais ocupam a maior parte do nosso tempo e consomem a nossa energia, por isso há dias em que acordamos exaustos. O problema é que esse cansaço acumulado afeta nosso autocontrole, nos deixa com os nervos na superfície e acabamos perdendo a paciência com mais facilidade.

A boa notícia é que, embora você não possa mudar seu ambiente da noite para o dia, existem alguns truques que lhe devolvem o controle sobre suas emoções, desenvolva sua paciência, o ajudam a compreender melhor seus filhos e a criar um ambiente mais positivo em sua casa.

5 truques para parar de perder os nervos com as crianças

Para se tornarem bons pais, não basta amar os filhos e dedicar-lhes tempo e atenção, é importante aprender a ter paciência com eles. Aqui estão algumas ferramentas práticas e simples que podem ajudá-lo a ser mais tolerante e entender melhor os pequenos em casa.

1. Não se esforce demais

Para aprender a ser paciente com as crianças, o primeiro passo é pensar um pouco mais sobre si mesmo e reajustar suas expectativas. Pergunte-se se está exigindo muito de si mesmo ou se está exigindo muito de seus filhos. Talvez seja apenas uma questão de desacelerar, reduzir suas expectativas e presumir que algumas coisas não serão perfeitas e que nada acontecerá a respeito.

Educar uma criança não é uma tarefa fácil, portanto, evite ser tão rígido consigo mesmo. Quando você parar de exigir tanto de si mesmo, sentirá que seu nível de estresse e ansiedade será reduzido e você terá de volta o controle de sua vida.

2. Aprenda a priorizar

Você costuma ter o dia cheio de tarefas que apenas ocupam seu tempo e energia, mas não são realmente relevantes? Se isso acontecer com você com frequência, é provável que você se sinta sobrecarregado / ou durante a maior parte do dia e chegue à noite muito cansado. Isso não só piorará sua saúde e afetará seu equilíbrio mental, mas também o fará perder a paciência com mais facilidade.

Para evitar isso, o que você deve fazer é simples: aprender a priorizar. Analise o seu dia e concentre-se nas tarefas que são realmente importantes, ao mesmo tempo que elimina aquelas que não são essenciais ou prioritárias. Uma estratégia muito simples que pode ajudá-lo é planejar o seu dia. Pense em todas as tarefas importantes que você tem que fazer ao longo do dia, calcule quanto tempo e energia cada uma delas vai consumir e se dê uma margem para levar em conta os imprevistos que podem ocorrer. Se tiver tempo livre, conclua as tarefas menos relevantes ou simplesmente dedique essas horas para passar mais tempo com a família.

3. Identifique seus gatilhos

Todos nós temos um limite e estamos particularmente propensos a perder a paciência em situações que excedem esses limites. Aprender a identificá-los e reconhecer os fatores que o fazem perder a paciência mais facilmente não apenas o ajudará a manter o controle, mas também permitirá que você se conheça melhor.

Para identificar esses gatilhos, pergunte-se em quais situações você tende a perder a paciência. Um comportamento específico de seus filhos costuma incomodá-lo? Você perde a paciência com mais facilidade quando está ocupado ou quando está calmo e eles o incomodam? Você perde a paciência mais rapidamente quando seus filhos o ignoram ou quando estão por cima de você? A próxima etapa após conhecer esses fatores consiste em tentar evitá-los e, se você não puder, fazer uso de algumas ferramentas de autocontrole como exercícios respiratórios, para que você recupere o poder sobre suas emoções.

4. Pare antes do ponto sem volta

O ponto sem volta é aquele momento em que você perde a paciência, não consegue mais controlar suas emoções ou seu comportamento e grita com seus filhos. Para evitar ir a esse extremo, o primeiro passo é estar ciente de suas emoções a partir do momento em que um gatilho surge.

O que você sente? Sua raiva está aumentando? Em que está pensando? Para evitar que a espiral de pensamentos e emoções negativas continue a aumentar, evite focar no negativo das circunstâncias e, em vez disso, pense em algo positivo que ajude seu cérebro a ir para outra direção. Uma estratégia muito simples que pode ajudá-lo a sair desse ciclo negativo é respirar lenta e profundamente.

5. Recarregue suas energias

Se você acordar já cansado e mal tem forças para chegar ao fim do dia, pode ser hora de fazer uma pausa para recarregar. Tenha em mente que se você estiver exausto, não apenas sua saúde física e emocional sofrerá, mas também será mais fácil perder a paciência e as pessoas ao seu redor acabarão pagando as consequências.

Para recuperar as forças, você pode ter que Reduzir seus compromissos sociais e passar mais tempo consigo mesmo ou, ao contrário, reunir-se mais com seus amigos para clarear sua mente. Pedir ajuda ao resto da família, distribuir tarefas domésticas de maneira mais uniforme e dedicar pelo menos um dia por semana a fazer algo de que você realmente gosta também é uma boa maneira de recuperar suas energias.

Caso, mesmo que você coloque essas estratégias em prática, às vezes é normal perder os nervos e a paciência com as crianças. Somos humanos e errados. Porém, o importante é reconhecê-lo e tentar reparar os danos causados. Portanto, se você reagiu de forma exagerada, peça desculpas às crianças e fale sobre o que aconteceu. Dessa forma, você não apenas poderá fortalecer os laços familiares, mas também se tornará um exemplo de gestão emocional para os pequenos em casa.