Quando nossos bebês nascem, sempre temos medo de não ser alimentados adequadamente ou de não ter leite suficiente para fazê-lo. Tenha paz! A revista médica Pediatrics descobriu que 95% das mulheres têm a capacidade fisiológica de conseguir uma amamentação exclusiva.

Nos primeiros dias, o estômago de um bebê é muito pequeno, então Não se preocupe se não conseguir ver muito leite. De fato, nos primeiros três dias após o parto, produzimos uma substância chamada colostro (é pegajosa e sai em pequenas quantidades; é tão nutritiva que eles chamam de ouro líquido) e depois vem a famosa descida de leite onde o leite branco já é visto e em maior quantidade.

A produção de leite está aumentando à medida que seu bebê cresce portanto, o mais importante é fornecer leite sob demanda (ou seja, toda vez que você vê o sinais de fome em seu bebê, mínimo de 8 a 12 fotos / dia) para estabelecer uma boa produção.

Recomendamos: 7 dicas para o pai ajudar durante a amamentação

Como saber se meu bebê está bem alimentado?

Quando damos leite materno diretamente a partir do peito, é difícil saber quanto ele está bebendo, então Verificar as fraldas para fazer xixi é uma ótima ferramenta para garantir que ele está comendo bem.

A cor do cocô deve mudar, os primeiros dias são pretos, depois verde militar e amarelo mostarda.

  • Comportamento de peso no recém-nascido

Se seu bebê está fazendo a quantidade de fraldas de xixi de acordo com os dias de vida, o peso não é tão importante. Esta tabela é um guia sobre como seu peso deve se comportar nos primeiros dias de vida.

Recomendamos: Linha do tempo: amamentação ao longo dos anos

Confie em você e confie em você Sua produção Se seu bebê está calmo, gruda bem no seio, come e dorme, você está fazendo um bom trabalho!

A amamentação é uma maneira incrível de dar amor e comida aos nossos bebês, nunca deve doer. Se você perceber que não está se alimentando bem do peito, que não está molhando as fraldas, que não é capaz de chupar com força ou que sente dor nos mamilos ou tem rachaduras, consulte seu consultor de lactação.

Orly Levinstein
Bacharel em consultoria em nutrição e lactação
Correio: Orly.nutrifeed@gmail.com
Instagram: @orly_nutrifeed

Recomendamos: Cafeína e lactação: prós e contras