Quando estamos imersos na criação de nossos filhos, às vezes nos esquecemos da importância do amor em tudo o que fazemos e/ou dizemos. As crianças precisam de grandes doses de paciência e respeito para atender às suas necessidades físicas, mentais e emocionais. A paternidade não é uma ditadura, é um acompanhamento de mãos dadas.

Atualmente, ainda existem muitas famílias que são regidas por uma educação comportamental onde o reforço negativo e a punição estão na ordem do dia. Há pais que esquecem que seus filhos podem nos ensinar grandes coisas e pensam que os pequenos não sabem nada da vida, quando a realidade é que eles podem ser grandes professores.

Na paternidade, a realidade é que nossos filhos são nossos grandes professores de vida, eles nos fazem perceber que a vida pode ser vista de diferentes perspectivas. A maternidade e a paternidade são exercidas com carinho, curiosidade e, sobretudo, respeito. Desta maneira, quando as crianças crescerem e se tornarem adultas terão equilíbrio emocional e memórias cheias de amor que, ao evocá-las em sua memória, o encherão de bem-estar.

Educar com amor para que as crianças aprendam através do amor é a base de uma paternidade bem-sucedida. Ternura, carinho, respeito e amor são as bases fundamentais para que as crianças cresçam saudáveis ​​e felizes.

Educar com amor e inteligência emocional

Na parentalidade, é fundamental promover valores e reforços positivos, priorizando a cooperação, colaboração e validação. As crianças precisam se sentir emocionalmente próximas de seus pais, precisam se sentir compreendidas o tempo todo, Saiba que seus pais estarão ao seu lado, não importa o que aconteça.

As crianças vêm ao mundo sem um manual de instruções e, embora a personalidade e a genética tenham um papel importante em seu desenvolvimento, o ambiente e o amor que recebem de seus principais cuidadores é crucial para que cresçam emocionalmente equilibradas.

Para educar com sucesso por meio da educação emocional, devemos primeiro entender nossas próprias emoções, saiba como gerenciá-los e encontrar soluções quando necessário. Dessa forma, nos tornaremos um bom guia emocional para nossos pequenos, que precisarão de nós para entender seu complicado mundo interior em desenvolvimento.

As crianças são seres emocionais puros, cheios de sonhos, magia, emoções intensas e uma grande curiosidade para aprender coisas novas. Como pais, temos a obrigação de conhecer seu mundo interior e orientá-los a que eles possam desenvolver suas habilidades ao máximo e habilidades, mas sempre respeitando seus interesses e seus próprios ritmos.

Como você pode realizá-lo?

Educar com amor consiste em trabalhar a paciência e não ter pressa de nada. Não tenha pressa para ele aprender, respeite o ritmo dele. Tire um tempo para entender suas necessidades e o que está dizendo a você na grande maioria dos casos sem dizer uma palavra.

Faça uso de disciplina positiva, reforço positivo e educação emocional todos os dias. Aproveite qualquer oportunidade para realizar sua educação com amor. Esqueça os gritos na sua educação, esqueça também as comparações, as mentiras ou o destaque demais dos defeitos.

Seja aquele pai ou mãe que é muito claro sobre o que quer para o filho: um pai ou mãe que não quer um filho perfeito, nem o mais inteligente da classe, nem o mais bonito do mundo. Tudo o que ela quer é que seu filho seja feliz acima de tudo. Com responsabilidades, regras e limites… mas sempre com respeito e inteligência emocional da nossa parte.