Getty Images Cristina Arias

A Mercadona assinou um novo Acordo Coletivo para seus empregados e o Plano de Igualdade com representantes da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Comisiones Obreras (CCOO) que implicam melhorias no escopo de trabalho e conciliação familiar. Estas melhorias entrarão em vigor a partir de 1 de janeiro de 2019 e serão válidas por 5 anos, até 2023.

Publicidade – Continue lendo abaixo

O mais impressionante deste novo O acordo é que os funcionários da Mercadona gozarão de uma licença de paternidade de 7 semanas, dois a mais do que a lei atual, a partir de janeiro próximo . Também introduz a extensão da licença para cuidar dos filhos até que a criança atinja os 12 anos . A rede de supermercados e sindicatos também concordou que os funcionários que têm filhos menores de 12 anos e que tenham uma redução nas horas de trabalho podem ter acesso a um contrato de meio período até que a criança atinja 15 anos de idade. e retorno em tempo integral, se quiserem.

O acordo também inclui um aumento salarial vinculado à CPI no qual o salário base mínimo será de 1.300 euros brutos por mês, ao qual são adicionados os complementos da Política de Remuneração da Companhia e melhorias nos bônus noturnos e frios. Além disso, os funcionários em licença por incapacidade temporária receberão 100% de seu salário por 18 meses.