O ciúme não é apenas devido à infidelidade. Há pessoas que podem ficar com ciúmes porque o filho tirou a atenção do parceiro.

En algunos casos, las mujeres, desde niñas, parecen programadas para tener el papel de la maternidad, por ejemplo: juega a los bebés, a la comidita y sin darse cuenta empieza a jugar el papel de madre con sus hermanos, ya mostrarse coqueta con seu pai. Quando ela cresce e forma uma família, essa “programação” não desaparece e, mesmo antes de se tornar mãe, ela exerce muito esse papel com o parceiro.

Muitas vezes, ouvimos as mulheres dizerem que o marido é apenas mais uma criança da casa. Quando é anunciada a chegada de um bebê, todas as atenções se voltam para a gestante e para o bebê.

A partir desse momento, mesmo que o bebê pertença a ambos, há casos em que o pai vive ou se sente um pouco deslocado porque não é ele quem carrega o bebê com ele por 9 meses. Pode haver algum estranhamento nesses meses e há até homens que não querem fazer sexo por medo de prejudicar o bebê ou simplesmente porque não se inspiram a se intimidar por uma “mãe”.

Quando o parto chega, o bebê toma todas as atenções e o deslocamento inicial durante a gravidez agora se soma a esse novo deslocamento. Em certos casos em que o pai depende muito da mãe, as reclamações são feitas porque “ele não cuida mais dele da mesma forma”, por exemplo: “Você não pode mais me fazer café da manhã” “Não podemos sair de casa sozinhos”.

Para a mãe que vive sua quarentena, não é difícil ficar em casa e dormir ao lado do bebê o máximo possível. Por outro lado, o pai que claramente não deu à luz, acha normal e necessário sair e continuar sua vida, ele pretende ser “cuidado” como antes e não ver seu plano de fim de semana frustrado porque o bebê tem, por exemplo, cólica. Isso não significa que ele é um pai ruim, apenas que ele vê a situação de uma perspectiva diferente.

Também é verdade que algumas mulheres, ao se tornarem mães, podem deslocar o papel de esposas e colocar a maternidade à frente do casamento.

CONSEQUÊNCIAS A LONGO PRAZO DO CIÚME

-Que o pai fica irritável e tudo que tem a ver com o bebê os incomoda.
-Eles podem ter comportamentos mais típicos de uma criança do que de um adulto, para receber a mesma atenção que a criança.
-As discussões aumentam e há muitas reclamações do casal para a atenção do menor
-Pode ser o caso de gerar ansiedade no casal
-Começam a acumular em seu interior doses de agressividade

RECOMENDAÇÕES

-Estabeleça uma rotina e não se esqueça das atividades que teve com seu parceiro
-A comunicação é muito importante, mantê-lo ciente do que você sente é essencial.

Como lidar com isso se você é quem sente ciúmes?

1. Reconheça o que você sente. Pergunte coisas como: É medo ou coragem? O que me faz assim? O que tenho medo de perder ou o que estou tentando manter? Por que me sinto decepcionado?
2. Avalie todas as suas falsas crenças. Eles são os que mais alimentam a dúvida e se disfarçam para não chegar ao fundo, verifique se, por exemplo, você não se sente o suficiente ou se coíbe do abandono
3. Aja com respeito, amor e confiança apesar de tudo! Esta é a parte mais difícil, mas a que tira mais força, porque a ação tem muito poder sobre o pensamento e se você vencer a batalha, já o fez.

Como evitar que seu filho esteja no meio de seu relacionamento?