Quando você olha nos olhos de uma criança percebe que ela tem o olhar mais puro que existe. Está cheio de curiosidades, sonhos, ilusões… é essencial cuidar dele porque está cheio de magia. Desta forma, nossos filhos chegarão à idade adulta sabendo que com esforço tudo é possível. Com bons pais em casa, as crianças crescerão cheias de empatia e bondade.

No caso de crianças que têm comportamento desafiador ou agressivo, em que não é um transtorno, pode ser causado por crescer em um ambiente negativo com deficiências afetivas e parentais.

A bondade inata das crianças tem a ver com o desejo que elas têm de se conectar com seu ambiente, com as pessoas ao seu redor. Uma criança precisa estar perto de sua família e de pessoas que a tratem com respeito e Ensine-lhe uma boa inteligência emocional.

Seu olhar mais puro

No momento do nascimento do seu filho, você deve ter percebido que o olhar dele era especial. Ela estava cheia de pureza, curiosidade e incerteza. Ele não sabia nada ao seu redor, mas ainda assim ele tentou observe isso tudo. Com o tempo, o olhar dele se conectou com você, dando-lhe sorrisos e momentos especiais.

Tanto crianças como adultos, falamos com os olhos, o nosso olhar é o espelho da nossa alma. Buscamos carinho, afeto, interesse… através do olhar. Sabendo disso, como pai ou mãe, lembre-se de que você pode promover em seus filhos essa pureza, empatia, altruísmo, bondade, bom trabalho. Ser capaz de ser gentil com os outros mas também (e mais importante) consigo mesmo.

Seja gentil consigo mesmo e com os outros

Para ser gentil com os outros e promover empatia e bondade, é importante que seus filhos aprendam a tomar consciência de sua pessoa. Quando eles aprendem a se entender, a entender suas emoções, expressá-las e ser capaz de gerenciá-las… só então eles podem começar a entender os outros.

Ao mesmo tempo, ele deve aprender a estabelecer limites para que outras pessoas com menos benevolência que ele não possam tirar proveito de seu bom trabalho. De forma similar, Você precisará entender que chorar é necessário quando você sente raiva, medo ou frustração para exteriorizar as emoções que fazem você se sentir mal e que a agressividade nunca será uma boa saída.

Para isso, será essencial que as crianças sejam ensinadas em casa a compreender e controlar suas emoções. Validar cada um deles e entender que todos são necessários para poder entender nosso maravilhoso mundo interno. Ficar com raiva, sentir raiva, chorar… tudo é importante, mas o que é necessário é entender por que nos sentimos de uma certa maneira e acima de tudo, saber o que fazer para se sentir melhor.

Ser pai é isso, é manter o olhar puro nos olhos de seus filhos sempre, enquanto aprendem a surfar nas ondas da vida. Porque a consciência de si e dos outros nasce no seio do lar, propaga-se na escola e é extrapolada na sociedade.

Ser o melhor exemplo de bondade, respeito e amor para consigo mesmo e para com os outros para que assim os seus filhos também aprendam e apliquem na sua vida quotidiana. Porque, como pais, temos o melhor trabalho do mundo: ser seus guias na vida, sendo seu melhor exemplo para capacitá-los como pessoa.

Nesse sentido, habilidades sociais, trabalhando a comunicação em casa, assertividade, empatia, escuta ativa, respeito por si mesmo e pelos outros…