Ensine seu filho a importância do esforço sobre a conquista, porque a derrota também o fortalece e o prepara para enfrentar a vida e seus desafios.

Perder faz parte da vida e os filhos (e um número significativo de pais) devem ter isso bem claro. Por isso, desde a primeira infância é fundamental ensinar às crianças a importância do seu esforço diário, preparação, treino e motivação acima da realização.

Quer dizer, Você tem que mostrar aos seus filhos que vale mais o esforço que eles fizeram apesar de terem perdido, porque sempre haverá outra oportunidade de participar de outro concurso.

gerenciar emoções

“É natural sentir tristeza, raiva, frustração e raiva quando se perde uma competição esportiva ou cultural, e até mesmo quando se perde um brinquedo ou a oportunidade de ir ao cinema com os amigos, mas é preciso saber administrar tudo isso emoções para evitar gerar um conflito, seja interno ou externo. explica Lourdes Mejía Trejo, doutora em inovação educacional pelo Centro Universitário de Ciência e Pesquisa, criadora do Espacio Sé Amable.

Desde os primeiros 12 meses de vida e até os quatro anos é normal o choro, as birras, a raiva e até a raiva de perder. No entanto, esses momentos são ideais para ajudar as crianças a administrar sua frustração diante da derrota, pratique estas frases:

1. Eu sei que você está com raiva, eu também estou. Vamos respirar juntos!
2. Entendo que isso é doloroso e frustrante. Mas seu esforço foi incrível, você fez perfeito para mim!
3. Desta vez você não ganhou, mas tem que se preparar melhor para a próxima competição.
4. Venha me dar um abraço! Aqui estou eu para falarmos de derrota!
5. Vamos passear! Vamos desenhar o que você sente! Beba água e respire comigo!

Prepare-o para a derrota

“Para que as crianças entendam que não existem derrotas boas ou ruins, mas que tudo depende de como são tomadas, elas devem ser preparadas com jogos”, explica Mejía Trejo e recomenda:

– Jogos de mesa são ideais, compre alguns de acordo com a idade e habilidade de seus filhos. Treine em casa, com os amigos, nas férias, à noite, e mostre a ele que nada acontece quando ele perde.

– Faça times em casa ou com amigos e pratique esportes simples. Certifique-se de que todas as equipes percam e então você pode falar sobre a derrota e como se sentiu.

– Faça desenhos e letras de como você se sente quando perde. Compartilhe esse sentimento com sua família.

– Ensine-os pelo exemplo. É importante que eles vejam que você perdeu e mostre a eles que você sabe controlar sua própria raiva ou tristeza.

– Enfatize o quão bom seu filho é e reconheça seu esforço mesmo que ele tenha perdido. Diga a ele que haverá mais chance de ganhar.

– Ajude-o a praticar mais e melhorar, não espere que seu filho vença se ele não se esforçar ou praticar.

O que você nunca deve fazer quando uma criança perde

Embora sejam poucos os pais, professores e adultos que ensinam seus filhos a perder sem gerar conflito, é importante que você evite:

-Zombar da derrota dos seus filhos, bem como da derrota dos outros, incluindo os jogos e competições desportivas transmitidos pela televisão, rádio ou redes sociais.

-Não culpe os outros por sua derrota. Porque com ela você alimenta a falta de responsabilidade do seu próprio filho. No entanto, se você acha que eles deveriam ter vencido e o jogo está fraudado, peça gentilmente que a participação de seu filho seja verificada novamente.

-Evite repreendê-lo, prejudicando sua imagem ou auto-estima. Em vez disso, diga a ele o quanto você o ama e que seu amor não muda quando ele perde!

– Nunca se derrote junto com seu filho. Ou seja, prepare-se melhor para a próxima competição e ajude-o a melhorar.

-Faça-o vencer pela força. Seu filho deve aprender que muitas vezes não será o campeão e isso não diminui o seu valor.

Perder faz parte do crescimento

“É importante ensinar às crianças que perder faz parte da vida, do crescimento delas. Que seu esforço às vezes não será reconhecido com sucesso, mas valerá a pena para o seu futuro. Pporque apesar da dor da derrota, ele venceu porque se preparou, lutou por uma vaga, teve força para entrar em uma competição e trabalhou para ser melhor para si mesmo, não para os outros”especifica o especialista.

Livros que recomendamos

1. Se fôssemos ensinados a perder, sempre ganharíamos
Autor: Albert Espinosa
COMPRE AQUI

2. A garota que nunca cometeu erros
Autor: Mark Pett
COMPRE AQUI

3. Eu acredito em você
Autor: Anna Morato Garcia
COMPRE AQUI

Ensine seu filho a expressar suas emoções com cores