Já reparou que toda vez que você abraça seu filho, um sorriso aparece no rosto dele? Nesses momentos, você está transmitindo muito mais do que um simples contato e é isso que os beijos e abraços entre pais e filhos são a base de um vínculo afetivo que, sem dúvida, durará a vida inteira.

A importância da comunicação não verbal nas crianças: elas falam mais do que ouvimos!

A comunicação não verbal nas crianças é algo que deve ser muito valorizado e saber interpretar, pois é a única forma que nossos filhos têm de se comunicar conosco durante os primeiros anos. No entanto, mesmo que nosso bebê cresça e comece a ler e escrever, há muitas emoções que ele não será capaz de expressar. E é aqui que reside a importância deste tipo de comunicação: As crianças transmitem, através dos abraços, aquelas emoções que sentem e não sabem expressar.

Desta forma, as mamãs e os papás devem estar muito atentos a estes pequenos sinais, que nos “dizem” muito sobre as necessidades e emoções dos nossos filhos. Com esses pequenos gestos, nossos pequenos podem expressar amor, mas também medo, rejeição, insegurança, autoestima elevada, etc. Em suma, são muitas as mensagens que nos podem ser transmitidas com este tipo de comunicação e não devemos ignorar nenhuma delas.

Abraços e beijos: amor, admiração e segurança

Os abraços são, junto com os beijos e as carícias, um dos primeiros gestos que nossos filhos aprendem. Pais, tendemos a vê-los como uma demonstração de amor. Mas, pode haver muito mais para eles.

Quando nosso filho nos abraça, ele não está apenas nos dizendo que nos ama, mas que sente uma grande admiração por nós e que sua maior necessidade é passar tempo conosco. Buscar o contato com os pais faz com que os filhos se sintam amados, mas também lhes dá segurança e estabilidade, o que é mais necessário para crescer com saúde. Assim, quando essas situações ocorrem, devemos oferecer-lhes o mesmo. Mostrar-lhes o mesmo carinho fará com que se tornem adultos que sabem amar, empáticos e os mais sociáveis.

No entanto, os abraços também podem ter uma parte um tanto negativa que, se dada, devemos resolver. Assim, quando uma criança abraça muito, pode estar nos dizendo que não se sente muito amada, que você se sente esquecido ou que precisa de mais segurança. Por isso, busca refúgio nos braços dos pais, lugar onde está desde o nascimento. Nesses casos, é muito importante que nós, pais, tomemos um rumo diferente ao lidar com nossos filhos. Podemos não querer que eles se sintam assim, mas nem sempre tem a ver com a forma como os tratamos. Pode ser devido à falta de auto-estima ou autoconfiança. Assim, será essencial determinar o que faz nosso pequeno se sentir assim e encontrar uma maneira de reverter essa situação.

Uma das principais formas que os pais têm para reverter essa falta de confiança ou autoestima em nossos filhos é através validação de suas emoções. Ao mesmo tempo, se reforçarmos todos os esforços que fazem dia a dia, estaremos ajudando-os a perceberem seus pequenos avanços e o grande valor que possuem. O reforço positivo deve ser o eixo central do nosso dia a dia, principalmente quando falamos de crianças com autoestima pouco trabalhada.

Promover a comunicação não verbal na família: como fazer e porquê?

A comunicação é essencial na família, disso não há dúvidas. Esses momentos em que podemos sentar, compartilhar alegrias, medos, preocupações, alegrias, proporcionar tempo de qualidade e estreitar laços afetivos. Mas, há momentos em que a comunicação não verbal é muito valiosa: quando se trata de transmitir amor.

Você se lembra do ditado “Uma imagem vale mais que mil palavras”? Nesse caso, o contato, o calor pessoal valem mais que mil palavras. Pense nisso: como você se sente quando seu filho o abraça ou beija? Ou, quando seu parceiro faz isso? Existem emoções intensas que nem sempre podem ser verbalizadas E é aqui que entra a importância da comunicação não-verbal.

Incentivando esse tipo de comunicação estaremos transmitindo nosso amor aos nossos filhos com muito mais rapidez. Oferecemos-lhe um momento que ficará para a sua memória. E será que, quantas vezes já falamos da importância do tempo de qualidade e não material? Este é um desses casos e, por isso, incentivamos você a promover esse tipo de comunicação em casa: ela o levará a um vida muito mais plena e você estará muito, muito mais perto de seus filhos.

Abraços de nossos filhos sempre nos fazem sentir plenos e amados. Com apenas um deles, nosso dia pode mudar completamente. E ao contrário. Os sinais de amor são bidirecionais e se gostamos tanto deles, como você acha que seus pequenos se sentem em relação aos seus? Nunca hesite ao dar um abraço e ao recebê-lo; pelo contrário, capacitá-los. Você estará criando um vínculo familiar importantíssimo, reforçando aspectos tão importantes quanto a autoconfiança e sabendo que sempre terá o apoio dos pais, aconteça o que acontecer.