Em Barcelona, ​​médicos especialistas do Hospital Clínic e Sant Joan de Déu fizeram parte do projeto que criou uma placenta artificial para salvar bebês prematuros que correm o risco de perder a vida devido ao parto prematuro.

Tudo sobre placenta artificial para salvar bebês prematuros

Bebês prematuros extremos com menos de seis meses poderiam ser os mais beneficiados com este projeto, o único da Europa, continente onde nascem 25 mil crianças a cada ano com menos de 26 semanas, que exigem de suporte artificial para sobreviver.

Por outro lado: Bebês prematuros em risco de contrair RSV devido à Covid-19

Para a criação desta placenta artificial para salvar bebês prematuros, o projeto será dividido em duas fases: a primeira que terá como foco o desenvolvimento e validação experimental com ovinos, onde se espera aumentar a sobrevida de bebês prematuros entre 75% e 95%.

É importante lembrar que, antes dos seis meses, certos órgãos ainda estão em desenvolvimento, como pulmões, intestinos e cérebro. E o fato de passarem por mudanças de temperatura e alimentação por sonda pode alterar seu sistema nervoso, pulmões, coração, intestinos e rins, causando-lhes estresse.

Líder do projeto, médico Eduard Gratacós explicou que essa placenta artificial, em forma de bolsa líquida, translúcida e macia, tem o objetivo de salvar a vida de um bebê de 400 a 500 gramas, em um ambiente mais natural que as incubadoras atuais.

Também: Os bebês prematuros serão atendidos por uma equipe especial do IMSS

No México, está registrado que 414 mil bebês nascem no IMSS a cada ano, 40 mil 411 são prematuros, que correm o risco de morrer ou sofrer alguns danos em seu neurodesenvolvimento.

É importante lembrar que o bebê prematuro corre o risco de nascer com imaturidade orgânica generalizada, o que significa que seu coração, cérebro, olhos, ouvidos, pulmão, rim, intestino ainda não se desenvolveram da.

No caso da placenta artificial para salvar bebês prematuros, prevê-se que o projeto chegue à fase final em cinco anos.

Artigo original: antena3.com/noticias