A maioria das crianças é naturalmente sociável. Eles gostam de conversar com estranhos e criar novos vínculos com as pessoas ao seu redor. No entanto, à medida que crescem, perdem essa naturalidade sob a influência de normas sociais, medos e crenças que nós, adultos, lhes transmitimos. Porém, ter boas habilidades sociais que lhes permitam fazer novos amigos e fortalecer o relacionamento com aqueles que já têm é um dos melhores presentes que você pode dar aos seus filhos.

Por que é importante incentivar o valor da amizade nas crianças?

Os amigos são uma parte fundamental da vida das crianças. Não somente são vitais para a sua socialização e integração no grupo, eles os ajudam a se desenvolver emocional e psicologicamente. Através da interação com os amigos, as crianças aprendem novas formas de fazer, comunicar e cooperar, ao mesmo tempo em que incorpora outras formas de resolver problemas e lidar com situações que colocam suas habilidades à prova. É por meio dessa interação que eles também aprendem a seguir as normas da sociedade, pesar alternativas e tomar decisões no seu dia a dia.

Os amigos também ajudam as crianças a descobrir quem são e a identificar seus pontos fortes e fracos. Também, são fundamentais na consolidação da autoestima das crianças, ao mesmo tempo que contribuem para ganhar confiança e segurança. Talvez o mais importante, no entanto, ter uma rede de amigos pode se tornar uma fonte vital de apoio para as crianças quando enfrentam momentos difíceis ou períodos de transição, como a morte de um ente querido, a mudança de escola ou o início da adolescência. Sob essas circunstâncias, amigos não são apenas uma fonte de diversão e lazer, mas também um ombro para se apoiar.

5 chaves para semear a semente da amizade nas crianças

Um dos presentes mais importantes que você pode dar aos seus filhos é fomentar neles o valor da amizade desde cedo. Uma maneira de ajudá-los a criar uma rede de apoio sólida o suficiente para apoiá-los quando você não estiver ao lado deles. Aqui estão algumas dicas práticas que podem ajudá-lo.

1. Converse com as crianças sobre amizade

Não há melhor maneira de ensinar as crianças a valorizar a amizade do que falar abertamente sobre isso. Explique a eles por que a amizade é importante para você e que lugar os amigos têm em sua vida. Conte a eles como vocês se conheceram e alguns momentos felizes que tiveram juntos, mas também conte a eles sobre os momentos difíceis que eles passaram por você. Claro, use uma linguagem simples adaptada à idade deles para garantir que eles o entendam bem.

2. Encoraja-o a passar tempo com seus amigos

Uma maneira simples de fomentar a amizade nas crianças desde cedo é convidar seus amigos ou organizar um plano juntos, como ir ao parque, ao cinema ou passear de bicicleta. A ideia é que os pequenos possam interagir com seus amigos em outras áreas além da escola para que vocês possam se unir e criar belas memórias juntos.

3. Transforme filmes e histórias em seus aliados

Filmes e histórias infantis sobre amizade podem se tornar um recurso poderoso para explicar às crianças a importância dos amigos em suas vidas. Além disso, eles podem ser uma desculpa perfeita para desfrutar de um tempo em família de qualidade, seja um filme à tarde com pipoca ou lendo uma história para dormir. Existem diferentes histórias que você pode escolher, de livros como “A Friend Like You” de Andrea Schomburg e Barbara Röttgen e “Friends” de Michael Foreman ou filmes como “ET The Alien” ou a saga “Toy Story”.

4. Incentiva seu interesse em jogos em grupo

O jogo, principalmente em grupo, é um veículo perfeito para incentivar as crianças a fazer novos amigos e fortalecer o vínculo com aqueles que já têm. Por isso, Sempre que possível, incentive as crianças a participar de jogos em grupo, onde possam conhecer e interagir com outros colegas. Por exemplo, incentive-os a jogar futebol, basquete ou esconde-esconde com outras crianças no parque ou, se preferirem, joguem jogos de tabuleiro ou façam um quebra-cabeça juntos em casa.

5. Ensine pelo exemplo

A melhor maneira de ensinar as crianças a valorizar a amizade é pelo exemplo. Se você é sociável e gosta de passar tempo com os amigos, as crianças vão crescer vendo como a amizade é importante e tentarão imitar sua atitude. Portanto, sempre que tiver oportunidade, convide seus amigos para sua casa ou organize planos com eles, principalmente se tiverem filhos contemporâneos aos seus, pois será uma oportunidade para as crianças fazerem novos amigos.

De qualquer forma, lembre-se de respeitar as preferências sociais de seus filhos. Há crianças que se sentem à vontade com muitos amigos, enquanto outras preferem ter um círculo de amigos mais íntimo e ambas as formas são perfeitamente válidas. Da mesma maneira, evite promover relacionamentos com os quais seus filhos não se sintam confortáveis.

Seu filho com deficiência tem dificuldade em fazer amigos? Descubra como você pode ajudar

Ensinar as crianças com deficiência a fazer amigos às vezes pode ser difícil para os pais. O fato de tenderem a ter um ritmo de aprendizagem diferente, menos habilidades sociais e às vezes terem mais dificuldade de entender alguns conceitos pode fazê-los se sentirem marginalizados de seus pares e limitar sua capacidade de interagir com outras pessoas. No entanto, se você não quer que seus filhos se sintam socialmente isolados e deixem de fazer bons amigos, você precisará nutrir amizades desde cedo. Como?

1. Não estabeleça limites excessivos

Os pais às vezes tentam superproteger seus filhos com deficiência, limitando suas oportunidades de se abrirem para o mundo e explorarem seus arredores. No entanto, se você realmente deseja que seus filhos desenvolvam habilidades sociais, se encaixem adequadamente na sociedade em que vivem e façam amigos, então você deve permitir que eles participem de atividades e eventos onde possam conhecer novas crianças. Da mesma forma, você também deve dar a eles a liberdade de interagir com outras pessoas e criar novos vínculos.

2. Fale abertamente sobre suas dúvidas

As crianças podem ser muito más às vezes, então, em algum momento, seus filhos com deficiência provavelmente serão confrontados com perguntas ou comentários desconfortáveis ​​aos quais eles não sabem como responder. Nesses casos, deixe-os saber que você está lá para eles, pronto para ouvir o que eles têm a dizer e responder às suas perguntas. Mais uma vez, evite superprotegê-los respondendo com perguntas evasivas que mais cedo ou mais tarde eles terão que enfrentar. Converse com eles abertamente sobre sua deficiência e explique por que eles são diferentes do resto, mas não se esqueça de destacar também as suas qualidades.

3. Incentive-os a conhecer outras crianças

Muitos pais acreditam que as crianças com deficiência só podem ter amigos com a mesma condição, pois só eles serão capazes de entendê-los. No entanto, nem sempre é assim. Há muitas crianças sem deficiência que estão dispostas a ser suas amigas e dar-lhes uma mão quando mais precisam. Portanto, não coloque limites em seus filhos com deficiência, deixá-los interagir com outras crianças e interagir em diferentes contextos, Afinal, a amizade pode surgir onde você menos espera.