A dieta durante a primeira infância desempenha um papel fundamental no desenvolvimento infantil e na prevenção de várias doenças, como obesidade, diabetes e cárie dentária. Além disso, estabelece as bases para os padrões alimentares de uma criança ao longo de sua vida, pois influencia a qualidade de sua dieta na idade adulta, conforme revelado por um estudo realizado no Nestlé Research Center .

Portanto, é importante estabelecer diretrizes de alimentação saudável desde os primeiros meses, prestando atenção especial às bebidas consumidas pelas crianças nesta fase. Nesse sentido, especialistas da Academia de Nutrição e Dietética, da Academia Americana de Pediatria, da Academia Americana de Odontopediatria e da American Heart Association explicam quais bebidas as crianças devem consumir e quais evitar, dependendo da idade.

Bebidas recomendadas e não recomendadas para crianças de acordo com a idade

Bebês de 0 a 6 meses

Nessa idade, a bebida por excelência é o leite materno, pois fornece ao bebê todos os nutrientes de que precisa para crescer saudável e forte, mantendo-o bem hidratado. Nos casos em que não é possível apostar na amamentação exclusiva, o leite em pó pode ser introduzido. Nesta fase, recomenda-se evitar qualquer outra bebida, incluindo a água.

Bebês de 6 a 12 meses

Nesse período, recomenda-se continuar apostando no leite materno ou na fórmula como alimento principal do bebê. No entanto, outras bebidas, como a água, também podem ser introduzidas, entre 4 e 8 onças por dia, de preferência juntamente com alimentos sólidos para mantê-los bem hidratados e ajudá-los a digerir melhor.

Não é recomendável introduzir o Leite pasteurizado simples, pois aumenta o risco de o bebê sofrer sangramento intestinal do trato digestivo e, na verdade, não atende às necessidades nutricionais dessa fase. Leites vegetais e sucos naturais também não são recomendados devido ao seu alto teor de açúcar, que aumentam o risco de obesidade infantil.

Crianças de 1 a 2 anos [19659005] Entre 12 e 24 meses, os especialistas aconselham o consumo diário de um a quatro copos de água, aproximadamente entre 8 e 32 onças, para manter a criança bem hidratada, embora se deva observar que essa quantidade pode variar dependendo do clima, alimentação e o nível de atividade das crianças. Também é recomendada a introdução de duas ou três xícaras, entre 16 e 24 onças, de leite pasteurizado sem sabor e de preferência com baixo teor de gordura, pois é uma importante fonte de cálcio, fósforo e vitaminas A, D e complexo B.

Recomendamos o consumo limitado de sucos de frutas 100% naturais a aproximadamente meio copo por dia e, em vez disso, recomendamos apostar em toda a fruta. Isso ocorre porque os sucos aumentam o risco de cárie dentária e diabetes infantil. Da mesma forma, é aconselhável evitar leites com sabor e fórmulas de crescimento, bebidas açucaradas e baixas calorias, como refrigerantes e leite vegetal, se não for indicado clinicamente por intolerância ou dieta vegana.

Crianças 2 aos 5 anos

Entre as idades de 2 e 3 anos, recomenda-se o consumo de um a quatro xícaras de água, aproximadamente entre 8 e 32 onças, por dia, uma medida que pode variar dependendo da estação e do nível de atividade das crianças . Da mesma forma, os especialistas aconselham manter o consumo de cerca de duas xícaras ou 16 onças de leite pasteurizado sem sabor, de preferência com baixo teor de gordura, uma vez que é uma importante fonte de energia e fornece uma grande quantidade de proteínas.

Com a idade, a restrição no consumo de suco de frutas 100% natural permanece em meia xícara por dia, recomendando a inclusão de toda a fruta, uma vez que é mais rica em fibras e fornece menos açúcar e calorias. Em vez disso, recomenda-se evitar o consumo de bebidas açucaradas e de baixa caloria, que aumentam o risco de obesidade e doenças crônicas, bem como leites aromatizados, fórmulas de crescimento, leite vegetal e bebidas à base de cafeína . já que seus efeitos podem causar problemas de saúde a longo prazo em crianças.