As crianças nascem curiosas por natureza; no entanto, a sociedade e a educação matam sua curiosidade e desejo de explorar antes que possam desenvolver todo o seu potencial. Como isso acontece? O que podemos fazer para evitá-lo e melhorar as habilidades de nossos filhos?

Por que as crianças perdem a curiosidade sobre o que está ao seu redor?

Desde bebés, as crianças demonstram curiosidade por tudo o que as rodeia: observam tudo, imitam comportamentos, precisam de tocar em tudo o que está perto delas e colocar na boca quando são mais novas. eles são pequenos exploradores Eles nunca se cansam de aprender. Porém, algo acontece ao longo de seu crescimento e eles trocam essa atitude tão proativa por uma mais limitante: a influência da sociedade sobre eles.

Aprendizagem baseada na memorização

Muitos pais e mães perceberam o rigidez na educação escolar de nossos filhos. Uma grande quantidade de dados deve ser aprendida, o que leva ao tédio e ao esquecimento dessas informações: nada desmotiva mais uma criança do que aprender sem manipulação. Por outras palavras, uma criança aprenderá sempre se for motivada e lhe for permitido experimentar, e é precisamente esta falta de motivação e de experimentação que se destaca no sistema educativo atual.

Mudanças no currículo: pequenos passos para uma educação voltada para o futuro

Felizmente, existem muitos professores conscientes dessa necessidade infantil e muitos deles desenvolvem suas aulas com base na experimentação e não tanto na memorização de fatos. Da mesma forma, o sistema educacional também está mudando suas diretrizes, que oferece um currículo mais variado e voltado para as crescentes necessidades da sociedade. No entanto, essas mudanças não são rápidas o suficiente e os pais devem participar ativamente da educação de seus filhos para evitar que eles fiquem desmotivados e percam o interesse em aprender.

Promova a curiosidade nas crianças

Aumentar a curiosidade em nossos filhos é algo que podemos fazer por meio de diferentes atividades diárias. Da mesma forma, podemos usar diferentes técnicas para tornar o estudo mais divertido.

Estimule a exploração do ambiente

Isso pode ser algo que nos custa um pouco, mas devemos deixar nossos filhos explorarem. Podemos supervisioná-los, mas nunca devemos impedi-los de enfrentar algumas situações só porque queremos protegê-los. A superproteção não é uma boa aliada na hora de estimular a curiosidade da criança; portanto, devemos encontrar um equilíbrio saudável que não limite suas experiências.

Pergunte; encoraje-o a fazer perguntas

Chega uma idade em que as crianças só nos fazem pensar o porquê das coisas. Este é o melhor momento para aumentar sua curiosidade, por isso devemos aproveitá-la ao máximo. Quando nosso filho nos pergunta o motivo de algo, devemos explicar-lhe detalhadamente e fazê-lo repetir o que lhe dissemos para ter certeza de que ele nos entendeu corretamente. Da mesma forma, devemos incentivá-lo a nos fazer perguntas e isso é conseguido por meio de comunicação ativa, jogos e compartilhamento de tarefas domésticas, por exemplo.

Alimente-o com experiências

Podemos levar nossos filhos ao parque, encontrar amigos ou até mesmo ir a um parque temático ou museu. Todas estas pequenas experiências vão despertar o interesse dos mais pequenos, o que implica uma aprendizado indireto dos mais divertidos para eles. Além disso, também podemos promover um grande número de atividades extracurriculares com as quais eles podem definir seus gostos.

Desafie-o

Outra boa maneira de promover a curiosidade em nossos filhos é perguntando a eles desafios em forma de jogos. Jogos de blocos são ideais para isso, assim como jogos como Trivial. Como sempre, devemos valorizar a idade de nosso filho e oferecer desafios adequados a ele. Se os desafios forem fáceis, eles ficarão entediados e não atingiremos nosso objetivo. Pelo contrário, se forem muito complicados, facilitaremos que desenvolvam baixa auto-estima, bem como aversão ao novo. O equilíbrio, então, é essencial nesses casos.

Torne o dever de casa interessante e divertido

Se tivermos a sorte de poder ajudar nossos filhos com os deveres de casa, poderemos estimular muito mais sua curiosidade. Quão? Fazendo-lhe perguntas, transferindo as atividades para algo manual, etc. Por exemplo, podemos pesquisar experimentos caseiros online para complementar a disciplina de ciências, ou também podemos utilizar diferentes elementos, como bonecos, livros, etc., para que aprendam operações matemáticas básicas.

As histórias: fundamental

A leitura é um dos recursos mais valiosos que temos à nossa disposição para estimular a curiosidade nas crianças. Esses contos permitem que eles identifiquem emoções, explorem novos cenários e ganhem muitas experiências.

muita paciência e amor

Por fim, lembramos que o paciência e amor eles são cruciais quando se trata de promover qualquer valor em nossos filhos. Assim, não só devemos estar abertos a perguntas constantes, mas também respeitar seus ritmos. Não podemos dar-lhes nada muito fácil ou difícil, mas devemos adaptar qualquer aprendizagem à sua idade.

O que os pais nunca devem fazer

Embora não queiramos, em certas ocasiões, os pais fazem parte dessa sociedade que mata a curiosidade dos filhos. Portanto, existem certos hábitos e práticas que devemos evitar:

  • Dar respostas muito curtas que não permitem uma conversa mais detalhada
  • Diga a eles que não temos tempo e conversaremos mais tarde
  • Falta de interesse em seus hobbies
  • Faça a lição de casa para ir mais rápido
  • Interferir excessivamente em sua socialização

Deixando de lado esses hábitos e trocando-os por aqueles que envolvem observar e analisar, conseguiremos que nossos filhos desenvolvam sua curiosidade; Da mesma forma, estaremos promovendo o pensamento analítico, uma ferramenta indispensável para que se tornem adultos de sucesso.

O processo de aprendizagem das crianças deve ser divertido e rico em experiências se quisermos que elas desenvolvam sua curiosidade e sintam a necessidade de satisfazê-la. Por isso, devemos incentivá-los a experimentar e, sobretudo, a pedir o quanto quiserem.