Quando as crianças têm cerca de 3 anos, é normal que comecem a brincar mais com os outros colegas, principalmente na escola. É a partir dos 4 anos que as relações entre iguais começam a crescer e se tornam amizades e companheiros de brincadeiras. Aos poucos, vai se construindo um vínculo entre as crianças que pode ser visto em qualquer sala de aula ou playground, quando meninos e meninas começam a brincar mais com uns do que com outros.

As fases da amizade na infância e adolescência

A amizade na infância tem uma certa evolução, assim como acontece no desenvolvimento das crianças, dependendo da idade existem certas fases nas amizades. É até os 7 anos quando meninos e meninas priorizam a brincadeira entre seus pares, o tempo que passam juntos e as experiências vividas é o que permite fortalecer o vínculo entre eles.

Até os 7 anos de idade estaríamos falando sobre a primeira fase da amizade, sendo a partir dos 7 anos quando começa a segunda. Na segunda fase das amizades, começam a aparecer empatia e assertividade; duas bases fundamentais que as crianças devem desenvolver para que suas amizades sejam saudáveis ​​desde cedo.

As relações sociais são enriquecidas quando as crianças têm a oportunidade de trabalhar a inteligência emocional, primeiro com a família de casa e depois com os amigos da escola. Nesta fase, as crianças começam a brincar sozinhas em grupos maiores, sem a necessidade de um adulto para liderar o jogo.

A partir dos 9 anos e até aos 12 anos quando se entra na terceira fase, onde meninos e meninas começam a sentir mais confiança entre seus pares. Eles não são mais apenas companheiros de brincadeiras, agora também podem compartilhar experiências e confidências entre si.

A última fase seria dos 12 aos 15 anos. quando as amizades mais profundas realmente aparecem. Nesta fase já é entendido como verdadeiras amizades. Quando chega a adolescência, as referências podem mudar e passam a ter um valor muito grande para os jovens, que eles sentem que suas amizades são uma parte muito importante de sua vida.

A importância da amizade nas crianças

Portanto, é a partir dos 7 anos que meninos e meninas começam a entender o conceito de amizade ou ter amigos; são aquelas pessoas com quem preferem brincar e passar o tempo. Um vínculo forte começa a ser criado mesmo quando aparecem os primeiros desentendimentos entre eles, conflitos totalmente normais que permitem que eles se desenvolvam de forma saudável em seu aprendizado social.

Durante a adolescência, os “melhores amigos” tornam-se mais importantes e o vínculo é ainda mais forte. Se houver divergências ou se o link for quebrado por qualquer motivo, pode ter um forte impacto emocional sobre eles.

Amizades não são apenas encontrar alguém com quem sair; é um marco vital no desenvolvimento das crianças e de sua personalidade. É através da amizade que as habilidades sociais são aprendidas e onde as crianças começam a se entender. É o início do aprendizado para uma boa convivência social.

As amizades são pessoas importantes na vida de meninos e meninas, pois são relações que se formam fora do núcleo familiar. Os verdadeiros amigos ajudam as crianças a compartilhar tristezas e alegrias, mas também a entender o mundo de uma perspectiva diferente. Além disso, ter amizades saudáveis ​​permite que as crianças desenvolvam uma boa autoestima ao longo da vida.