Explicamos o que a psicologia diz sobre a rivalidade entre irmãos e cinco maneiras de lidar com suas brigas

Parece que a rivalidade entre irmãos é uma parte essencial de qualquer casa. No entanto, a psicologia explica o motivo pelo qual isso acontece e como devemos reagir como pais.

Quem não enfrentou esse tipo de batalha? A realidade é que na maioria das vezes não sabemos o que fazer ou como impedir essa luta. Amamos os dois ou três filhos que temos, mas como parar sem dar preferência a um e a questão essencial de tudo … será que têm que se odiar?

Por sua vez, a psicóloga do College of New Jersey que estudou rivalidade entre irmãos, Jeanine Vivona, explica que "a competição com irmãos é apenas uma realidade. E nós, como pessoas com irmãos e pessoas com filhos, podemos tentar lidar com isso o melhor que pudermos. " No entanto, estudos mostram que podem ocorrer até oito vezes por hora.

O pesquisador de saúde e desenvolvimento humano da Universidade Estadual da Pensilvânia, Mark Ethan Feinberg, explica que "o conflito diminui na adolescência; um pouco se estabiliza … embora o início e o meio da infância sejam momentos particularmente difíceis para a agressão. entre irmãos ", o que você acha, você acha que a teoria está correta?

Acredite ou não, a rivalidade entre irmãos não é algo novo, é tão antiga que se diz que centenas de anos atrás, quando a mortalidade infantil era muito maior, crianças menores de 5 anos com irmãos próximos em idade tinham maior probabilidade de morrer Embora seja provável que isso esteja mais relacionado às doenças que existiam naqueles anos, também é provável que houvesse uma maior competição mais geral pelo cuidado parental, explica a coautora de um estudo sobre irmãos e o agrupamento de mortalidade , Sarah Walters.

No entanto, a psicologia explica que a rivalidade entre irmãos tem como objetivo o desenvolvimento. Ajuda as crianças a descobrir o que é único e especial sobre si mesmas, também conhecido como "diferenciação". Mas por mais que essa ideia seja razoável, como pais, nossos corações se partem toda vez que nossos filhos brigam, então aqui estão cinco maneiras de lidar com essas situações:

O que o aciona?

Preste atenção nos acontecimentos antes da luta, se eles brigarem cada vez que usarem o tablet, tente conciliar e estabeleça horários o mais uniformes possível. Quando eles começarem a levantar a voz, tente melhorar o tom e não se ofenda.

Resolução de conflitos

Depois que a raiva passar, sente-se com seus filhos e tente discutir o problema sem culpar uns aos outros. Dê a cada criança a chance de falar, sem interrupção, e peça-lhes que tentem encontrar soluções para o problema sozinhas. Isso o ajudará a resolver conflitos com outras pessoas.

Elogie-os ou repreenda-os sozinhos

Como pais, cometemos o erro de repreendê-los ou elogiá-los em público, gerando conflito e ciúme entre os irmãos, por isso os especialistas explicam que se eles forem gentis um com o outro, diga isso para reforçar seu relacionamento. Mas se você os está criticando, tente fazer isso fora do alcance da voz da outra criança, porque eles podem usar isso como munição.

Tempo para eles

Para combater a rivalidade entre irmãos, encontre uma atividade comum e deixe-os desfrutar dela. Deixe-os saber como é importante esse tempo entre irmãos, reforce o vínculo deles e você, embora você possa ficar por perto para impedi-los de brigar, tente ficar à distância.

Artigo original: nytimes.com