Sentar é um dos marcos mais importantes durante o primeiro ano de vida do bebê. Com a aquisição dessa postura, a criança torna-se mais independente e pode usar as mãos e os braços com mais liberdade para descobrir o mundo ao seu redor. Obviamente, isso não acontece da noite para o dia, aprender a sentar-se sozinha é um processo lento que nem todas as crianças experimentam igualmente. Explicamos em que consiste esse processo, por que é importante e o que você pode fazer para encorajar seu filho a sentar-se sozinho.

O que é sentar? Com que idade isso ocorre?

Sentar é uma das primeiras posturas que os bebês aprendem e consiste basicamente em aprender a sentar-se sozinho. É um processo natural que começa a tomar forma quando os músculos do pescoço se tornam suficientemente fortes e o bebê é capaz de levantar a cabeça sozinho. Na maioria dos casos, isso ocorre após os 6 meses de idade, mas em algumas crianças pode ocorrer mais cedo ou mais tarde, sem que isso signifique que haja um problema, conforme revelado por uma análise do Hospital Infantil de La Paz.

Em Na primeira fase da posição sentada, são os extensores do quadril que auxiliam na estabilização da pelve, mantendo-a perpendicular ao solo, pois esta será a base que permitirá ao bebê posteriormente alcançar a estabilidade do tronco. Neste momento, é comum que eles ainda usem as mãos para manter o equilíbrio e permanecerem sentados por mais tempo.

Mais tarde, aparece o que é conhecido como "sentar em anel", uma postura em que a criança permanece sentada com as pernas dobradas, formando uma espécie de anel. Porém, não será senão mais tarde, por volta dos 7 a 8 meses, que o bebê poderá sentar-se com as pernas estendidas, com maior abdução e menor rotação externa dos quadris. Neste momento, a maioria das crianças já combina o sentar-se e o sentar-se com as pernas estendidas.

Aos poucos, a criança vai conseguindo o sentar-se lateralmente, em que pode rodar o cabeça e tronco para um lado e desloque o peso do corpo para esse lado. Nessa posição, o bebê consegue girar uma perna para fora e a outra para dentro, o que lhe dá uma base de apoio maior e o ajuda a ganhar equilíbrio mais rapidamente. No entanto, só por volta do décimo mês o bebê alcançará uma posição sentada realmente estável, com bom controle do tronco e da pelve, completa liberdade de braços e capacidade de mudar de uma posição para outra.

Por quê. O que é importante uma posição sentada correta?

A posição sentada é uma das posturas mais utilizadas pela criança desde tenra idade. Aprender a sentar não só permite ganhar controle motor e postural mas também oferece ao bebê maior liberdade de mãos e braços para alcançar objetos com facilidade. Contribui também para o bom desenvolvimento muscular da cabeça e do tronco, preparando a criança para o subsequente engatinhar e caminhar.

A aquisição da posição sentada promove o desenvolvimento de posturas mais simétricas, evitando o risco de alterações ou deformidades ósseas e muscular. Esta posição também melhora a respiração, ao mesmo tempo que oferece maior autonomia com menor custo de energia. É claro que também oferece à criança um melhor campo visual, condição fundamental para o desenvolvimento de sua percepção e de seus sentidos.

É importante destacar que aprender a sentar bem é tão importante quanto chegar à posição sentada. Sabe-se que posturas inadequadas podem afetar o desenvolvimento motor e ósseo em crianças pequenas. É o caso da postura W, uma das mais utilizadas pelos bebês por oferecer maior estabilidade e equilíbrio, mas que, a longo prazo, pode causar rotação interna dos quadris, encurtamento muscular e até atrasos no controle e equilíbrio do tronco. Da mesma forma, manter os pés em uma orientação inadequada pode promover a torção tibial.

Como saber se o bebê está pronto?

Na maioria dos casos, sentar ocorre naturalmente. Saberemos que o bebé tenta aprender a sentar-se se conseguir sentar-se na cadeira quando sai para passear ou, se estiver de costas, virar-se para deitar de bruços e vice-versa. As tentativas de se levantar por conta própria também podem ser um sinal inequívoco de que o processo de sentar começou.

Como este é um processo natural, é importante que os pais não obriguem os filhos a sentar-se antes de se sentarem. esteja preparado pois pode ser contraproducente e, no pior dos casos, causar lesões ósseas ou musculares graves em bebês. Claro, uma vez que as crianças tentam sentar-se sozinhas, é recomendado estimulá-las para facilitar o processo e corrigir sua postura desde cedo.

Chaves para estimular o bebê a sentar-se sozinho sozinho

Estimular o bebê a sentar-se sozinho não só o motivará a sentar-se mais cedo, mas também o ajudará a fortalecer os músculos do tronco e do pescoço com mais facilidade. Aqui estão alguns exercícios que você pode fazer com seu filho em casa para ajudá-lo a se sentar sozinho com mais rapidez e segurança:

Exercício 1

Coloque o bebê em um cobertor no chão e incentive-o a fazer atividades e percorra esse espaço. Você pode colocar alguns brinquedos sobre eles para que ele tenha que alcançá-los enquanto treina a mobilidade do quadril e alonga a coluna. Enquanto está deitado, você também pode fazer cócegas nele, um truque muito divertido para fazê-lo se alongar e movimentar a maior parte dos músculos.

Exercício 2

Use o mesmo cobertor no chão para colocar o bebê de bruços e motivá-lo a mudar por conta própria. É um exercício muito importante para fortalecer os músculos do quadril e estimular os movimentos laterais da criança. Para adicionar uma dose de diversão ao exercício você pode colocar brinquedos em suas costas para que a criança seja motivada a se virar para ir atrás deles.

Exercício 3

Sente o bebê em seu colo, certifique-se de colocar sua mão atrás das costas dele para lhe dar um ponto de apoio. Tente tirar a mão das costas dela por alguns segundos para ajudá-la a se equilibrar. Antes que ele comece a cair, apoie-o novamente para evitar ferir sua coluna. Ao fazer o exercício, você pode cantar uma canção engraçada para mantê-la atenta.

Quando a criança começar a se sentar sozinha, você pode usar brinquedos ou objetos para estimular o equilíbrio e treinar os movimentos dos braços. Para oferecer maior estabilidade e corrigir sua postura desde tenra idade você pode usar travesseiros ou almofadas ao redor deles.

Lembre-se de que cada criança é diferente e que seu bebê pode demorar mais para adquirir o sentado. No entanto, se você notar que passou muito tempo e a criança não consegue sentar-se sozinha, é recomendável ir ao pediatra para avaliar o caso, pois ele pode precisar de exercícios específicos para conseguir sentar-se.